sábado, 6 de outubro de 2012

Migalhas de Amor


E dias atrás vi a publicação de uma pesquisa que constatou o aumento da gravidez entre as adolescentes. E pior foi perceber a quantas andam o pensamento dessas jovens.
 
Nessa mesma pesquisa aferiram o número de parceiros que os jovens questionados pretendiam manter relações sexuais antes de se casarem.
 
Pasmem no resultado: Só entre 20 a 50 parceiros!!!!
 
Meu Deus...
 
Meu Deus muitos pensarão ao ler meu espanto, pois, o mundo imprime todos os dias na pele das pessoas a libertinagem, a sexualidade exagerada, desenfreada. Uma falsa liberdade, que escraviza a alma, os sentimentos e o coração.
 
Uma mulher pode até se vangloriar por ter dormido com dezenove rapazes em sua vida até o momento (como vi em um filme na semana passada), mas no fundo, em meio as baladas, aos beijos desenfreados, sem dúvidas, estará destruída por dentro.
 
Ela não tem a quem amar. Com quem compartilhar, com quem fazer planos... Precisa viver da migalha de amor dos poucos que a usam ou a usaram. E fica nesse ciclo mendigando o amor dos outros... (No filme ela encontra o amor da vida dela, pelo menos! rs)
 
Mas na vida real muitas vezes não é assim.
Se fosse assim, não existiriam pessoas depressivas, bipolares, com transtornos compulsivos, de personalidade, etc... A vida não é um conto de fadas como gostam de pintar por aí.
 
A vida é feita por pessoas de carne e osso, que choram, que machucam, que são machucadas. Pessoas que amam sem medidas e são amadas; as que estão esperando alguém; as que esperam em Deus; que confiam. As que esperam uma nova vida...
 
Me desculpe se você acha o contrário, mas, a verdade precisa ser dita.
 
Você não é um brinquedinho nas mãos de ninguém.
 
Você é templo do Espírito Santo de Deus!!!
A obra mais plena e maravilhosa por Ele realizada!!!
 
Desde o ventre da sua mãe, mesmo que ela te rejeitasse, tinha uma Deus vivo que te esperava ansiosamente. Esperava pelo seu nascimento.
 
E hoje você joga todo esse amor fora e quer viver da migalha dos outros?
 
Você é filha(o) do Supremo Amor. d'Aquele que ama verdadeiramente e incondicionalmente! d'Aquele que não cansa de colocar o azul no céu e as flores no caminho por onde você passa. d'Aquele que te faz conseguir arranjar um novo emprego, ou que, quando você cai, te dá novas forças para continuar. A Sua mão que não permitiu que atingissem seu carro no trânsito aquela vez. Que fez com que você não perdesse o ônibus quando estava atrasado. Ou que no dia da morte de alguém que você amava, te deu forças para superar a dor...
 
Primeiramente, ame à Deus acima de todas as coisas, e depois, ame-se também. Ame a obra prima que Deus fez: VOCÊ!
 
Valorize-se. Você não precisa de mais um cara ou de mais uma mulher.
Não precisa beijar mais uma boca na esperança de sentir-se melhor.
 
O amor sem dúvidas é lindo; é obra de Deus!
E é uma benção de Deus amar e ser amado dentro dos propósitos de Deus para nossas vidas...

Viver Seus planos de amor dentro de um matrimônio é sublime...
 
Então, aguarde esse momento!
Guarde o que há de mais precioso para uma pessoa especial; seu amor, seu coração.
 
Deus não desaponta aqueles que n'Ele creem! Acredite!


 
Amém!
 
Fernanda Rocha.

sábado, 21 de julho de 2012

Esse Dia...


E eis que estou de volta!!!

Respirando muita vida...
Muito Amor...
Muita Fé...

Trabalhando muito...
Graças a Deus!!!!

Tempo corrido...
Ensinando e aprendendo...
Dividindo um pouco de mim
Na arte de professora ser...

Missões na Igreja
Novos desafios
Levando à Deus com amor.

Ah! Como é bom respirar a vida!!!!
Ouvindo uma boa música e sentindo o sol penetrando pela janela...

Simples coisas, mas que somente conectados à sutileza
podemos perceber

Como é bom estar saudável
correr e correr até suar...

Senhor, Obrigada pelo dom da Vida!!!
Obrigada por mais este dia!!!
Obrigada pelo pão de cada dia!!!


Amém!!!

Fernanda Rocha.

domingo, 15 de abril de 2012

"... Eu venci o mundo."


"... Eu venci o mundo."

(São João 16, 33)



Amém!

Fernanda Rocha

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Dai-me a graça de mergulhar em Tua Paixão, Senhor!


Senhor, agradeço pela a graça de ter vivido mais essa Quaresma. Quantos perderam suas vidas e não puderam vivenciar esse momento...

Agradeço por tudo que aprendi. Que essas lições e encontros Contigo possam se eternizar em meu coração e me fazer uma pessoa cada vez melhor e cada vez mais semelhante à Ti.

Peço perdão por aquilo que não consegui realizar nessa Quaresma.
Pelas vezes em que falhei em meu propósito.

Dai-me a graça de mergulhar em Tua Paixão!

Mesmo pecadora e pequenina como um grão de areia, o Senhor sabe o que se passa em meu coração. E sabe que apesar de todas dificuldades, apesar de não saber amar como deveria, eu TE AMO, SENHOR! E quero e preciso muuuuito seguir os Teus passos!

Quero Contigo estar hoje na celebração da Última Ceia, celebrando a instituição da Eucaristia. Remédio para todas as minhas feridas do corpo e da alma. É o Teu Corpo e Sangue Precioso que percorre todo o meu interior, que lava meu coração, minha mente, que purifica meu corpo...

Obrigada por tão sublime amor que se faz presente em cada comunhão!

Dai-me um coração transbordante de amor para que eu viva intensamente o Tríduo Pascal; Tua Santa Paixão. E que eu ressuscite Contigo no Domingo de Páscoa.

Levanta Senhor aqueles que estão caídos! Dai dignidade para que possam com vestes brancas, Contigo renascer!

Mais do que nunca, se esses dias eu me ausentar, não me julguem.
Quero estar plenamente na presença do Nosso Senhor.

Vivamos as dores e a ressurreição de CRISTO!


Amém!

Fernanda Rocha.

quarta-feira, 21 de março de 2012

Obrigada Senhor pelo dom da vida!!!


Que dia abençoado!!!
Obrigada Senhor por esse aniversário tão maravilhoso!!!
Dai-me a graça de estar sempre em Tua presença e desfrutar de mais e mais aniversários como esse.

Obrigada pelo dom da vida Senhor!!!

Tu és o Senhor da minha vida, meu Salvador!!! TE AMO!!!


Amém!!!

Fernanda Rocha.

segunda-feira, 19 de março de 2012

Querido São José, Rogai por nós!


Meu querido São José, neste dia tão especial, onde comemoramos o seu dia, venho lhe pedir que rogueis por todas as famílias do mundo inteiro.

Que elas possam crescer no amor, dignidade, fraternidade.
Que os homens que as lideram possam estar em comunhão com teu Filho Jesus Cristo e sejam guiados pelo amor d'Ele.

Que as famílias cresçam no amor. Que as esposas sejam verdadeiramente amadas por seus esposos, como Cristo amou Sua Igreja. Assim nos ensina as Sagradas Escrituras...

São José, rogai por nós e por nossos esposos!
Sede exemplo dos homens do mundo inteiro!

Amém!

Fernanda Rocha.

quarta-feira, 7 de março de 2012

Vivendo uma Santa Quaresma


Estamos vivenciando um tempo muito importante para nós cristãos, a Quaresma.
A caridade, a oração, o jejum, a penitência se fazem presentes para uma adequada preparação para o tempo de Páscoa que se aproxima.

Mas será que estamos vivendo uma Santa Quaresma?

Você tem jejuado?
Orado com mais intensidade?
Tem auxiliado àqueles que mais necessitam?

Se SIM, que maravilha!
Mas, devo ressaltar algo que a Palavra de Deus nos ensina e que tem falado fortemente em meu coração:

Amados, não adianta fazer tudo isso e sair contando e mostrando para os outros!

1. Guardai-vos de fazer vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles. Do contrário, não tereis recompensa junto de vosso Pai que está no céu. 2. Quando, pois, dás esmola, não toques a trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem louvados pelos homens. Em verdade eu vos digo: já receberam sua recompensa. 3. Quando deres esmola, que tua mão esquerda não saiba o que fez a direita. 4. Assim, a tua esmola se fará em segredo; e teu Pai, que vê o escondido, recompensar-te-á. 5. Quando orardes, não façais como os hipócritas, que gostam de orar de pé nas sinagogas e nas esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade eu vos digo: já receberam sua recompensa. 6. Quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta e ora ao teu Pai em segredo; e teu Pai, que vê num lugar oculto, recompensar-te-á. Mateus 6, 1-6

Cuidemos para não recebermos os aplausos aqui na Terra e perdermos a verdadeira recompensa e a glória que vem de Deus Pai Todo Poderoso!


Amém!

Fernanda Rocha.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

'Convertei-vos e crede no Evangelho'



Com a Celebração das Cinzas, na Quarta-feira de Cinzas, damos início à Quaresma, tempo forte de oração, penitência e jejum. É o tempo forte de conversão do coração humano diante das necessidades dos outros.

Como o próprio nome no-lo diz, são quarenta dias de penitência, os quais nos preparam para a celebração da vitória final da graça sobre o pecado e da vida sobre a morte. Durante estes dias, a nossa oração se torna mais intensa e a penitência mais acentuada. É um período especial de retorno a Deus, de conversão e de abertura aos outros.

A cerimônia de Imposição das Cinzas nos recorda que nossa vida na terra é passageira, que algum dia vamos morrer e que o nosso corpo vai se converter em pó e que a vida definitiva se encontra no céu. Ensina-nos ainda que os céus e a terra hão de passar um dia. Em troca, todo o bem que tenhamos realizado em nossa vida nós vamos levá-lo à eternidade. Ao final da nossa vida, só levaremos aquilo que tenhamos feito por Deus e por nossos irmãos.

As cinzas são um sacramental, o qual não nos tira os pecados, mas nos relembra a nossa condição de miseráveis, de frágeis e pecadores. E assim, reconhecendo a nossa situação, recorremos ao sacramento da reconciliação. É um sinal de arrependimento, de penitência, mas sobretudo, de conversão. Com essa celebração, damos início à nossa caminhada com Cristo do Jardim das Oliveiras até o triunfo na manhã do primeiro dia da semana, que é o Domingo da Ressurreição.

Quaresma é realmente um tempo de reflexão em nossa vida, de entender aonde vamos, de analisar como está nosso comportamento com nossa família – o marido, a esposa, os filhos, os pais – e todos os que nos rodeiam.

O Evangelho de hoje nos ajuda a entendermos como praticar as três obras de penitência – oração, esmola e jejum – e como viver bem o tempo quaresmal.

Jesus fala das três obras de piedade dos judeus: a esmola, o jejum e a oração. E faz uma crítica pelo fato de que eles as praticam para ser vistos pelos outros.

O segredo para o efeito é a atenção para que não sejamos como os fariseus hipócritas: “Ficai atentos para não praticar a vossa justiça na frente dos homens, só para serdes vistos por eles. Caso contrário, não recebereis a recompensa do vosso Pai que está nos céus” (Mt 6,1).

Para Jesus é preciso criar uma nova relação com Deus. Ao mesmo tempo, Cristo nos oferece um caminho de acesso ao coração do Pai. Para Ele, a justiça consiste em conseguir o lugar onde Deus nos quer. O caminho para chegar ali está expresso na Lei de Deus: “Se a vossa justiça não superar a justiça dos doutores da Lei e dos fariseus, não entrareis no Reino dos Céus”.

Como foi dito anteriormente, este é um tempo de oração que se caracteriza por uma relação de aliança entre Deus e o homem em Cristo. Este encontro com Cristo não se exprime apenas em pedidos de ajuda, mas também em louvor, ação de graças, escuta e contemplação.

Rezar é confiar no Senhor que nos ama e corresponder ao Seu amor incondicional. Por sua vez, a oração penitencial privilegia o agradecimento da misericórdia de Deus e prepara o coração para o perdão e para a reconciliação.

É tempo da prática do jejum. O jejum tem certamente também uma dimensão física, como a privação voluntária de alimentos, além da espiritual. O que jejuamos deve ser partilhado, ou seja, entregue aos nossos irmãos que passam fome. É sobretudo a privação do pecado. O jejum é sinal do combate contra o espírito do mal. O modelo deste combate é Cristo, que foi tentado pelo maligno muitas vezes para que cedesse ao sucesso, ao domínio e à riqueza. No entanto, a Sua vitória sobre todo o mal, que oprime o homem, inaugurou um tempo novo, um Reino de justiça, verdade, paz, amor e partilha.

A experiência do jejum exterior e interior favorece a opção pelo essencial. No nosso tempo, o jejum tornou-se uma prática habitual. Alguns jejuam por razões dietéticas e estéticas. O jejum cristão não tem uma dimensão dietética ou estética como é prática nos nossos dias, mas sim uma referência cristológica e solidária com os nossos irmãos e irmãs excluídos da sociedade por causa de diversas condições: raça, religião, cor, tribo, língua, entre outros.

Como Cristo e com Cristo jejuamos para ser mais solidários e abertos ao outro. Sob várias formas podemos jejuar, como por exemplo, o jejum midiático da televisão, da internet, do celular, da língua, etc.; para redescobrirmos a beleza do diálogo em família, da partilha de interesses, do encontro e da comunhão com os irmãos.

Quando vivemos bem o jejum nos convertemos em seres solidários, pessoas que partilham tudo entre todos. Ninguém chamará de “seu” o que possui. Em outras palavras, atualizaremos os Atos dos Apóstolos 2,42, que é a essência do Cristianismo. A relação dinâmica entre o amor e a adesão a Cristo faz do gesto de ajuda – expresso na esmola – uma partilha fraterna e não algo humilhante.

Quaresma é tempo de dar esmola. E esta nos ajuda a vencer a incessante tentação do egoísmo, educando-nos para irmos ao encontro das necessidades do próximo e partilhar com os outros aquilo que, por bondade divina, possuímos. Tal é a finalidade das coletas especiais para os pobres que são promovidas em muitas partes do mundo durante o período quaresmal. Desta forma, a purificação interior é confirmada por um gesto de comunhão eclesial, como acontecia já na Igreja primitiva.

Hoje a oração, o jejum e a esmola não perderam a atualidade e continuam a ser propostos como instrumentos de conversão. A estes meios clássicos podemos acrescentar outros, em ordem a melhorar a relação com Deus, com nós mesmos e com os outros.

E o maior dentre eles é o amor. O amor é criativo e encontra formas sempre novas de viver a fraternidade. Permite-nos que contribuamos para a sinceridade do coração e a coerência das atitudes no caminho da paz. Faz-nos evitar a crítica maldizente, os preconceitos e os juízos sobre os outros, favorece a autenticidade da vida cristã. E tem como obstáculos a ser vencidos o egoísmo e o orgulho que impedem a generosidade do coração.

Estamos hoje diante de um convite veemente: CONVERTEI-VOS E CREDE NO EVANGELHO. O Evangelho é o próprio Cristo, que nos convida à conversão interior e à mudança de mentalidade para acolher o Reino de Deus e para anunciar a Boa Nova.

Padre Bantu Mendonça

fonte: blog Canção Nova


Amém!

Fernanda Rocha.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Ingratidão


Por muitas vezes somos ingratos com Deus.
Me perdoe, por generalizar, caso você não se sinta dessa maneira...
Mas, eu me sinto assim. E não foi uma única vez.

Deus tem me mostrado o Seu braço forte, Seus prodígios, Seu agir. Ontem mesmo decretou vitória sobre uma morte em minha vida. E hoje passei o dia apreensiva em relação à outra situação.

Ou seja, em vez de louvá-Lo o dia inteiro pela benção de ontem (e quantas outras nos últimos tempos...), foquei no "próximo" passo a realizar... E a angústia bateu.

Quando parei para pensar, vi o que estava fazendo e senti-me uma filha ingrata. Mulher sem fé...

Quantas vezes não somos ingratos com o Senhor que todos os dias de nossas vidas está a nos proteger, abençoar nossas famílias, curar nossas feridas, a dar-nos um lar, uma cama gostosa e quentinha...

Não quero ser mesquinha, egoísta.
Quando eu mesma quero resolver as coisas, afasto a vontade de Deus para a minha vida...

Senhor seja feita a Tua vontade!
Obrigada por tantas vitórias!
Obrigada por fazer-me enxergar minha ingratidão e pedir-Lhe perdão.
Quero cada dia mais render-me ao Teu Amor, a Tua presença.
Confiar em Ti de todo meu coração.
Como Davi sobre Golias, cada vitória seja Tua Senhor!
E quando eu cair, Senhor venha em meu socorro!


Amém!

Fernanda Rocha.