quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Amar como Jesus Amou


Hoje acordei cantarolando e meditando o refrão dessa linda música.

Um pouco antiga, sim... =)
Mas, sempre atual em nossos corações. Uma profunda e verdadeira retratação de como nós, cristãos, devemos agir.

Seguir à Jesus Cristo vai muito além de ir todos os domingos à missa; ou, rezar o terço todos os dias; ouvir a pregações ou assistir a programas cristãos. Logicamente todos esses articíficios se fazem necessários para que estejamos mais próximos de Deus, mas, fazer tudo isso por fazer, para cumprir rituais e preceitos, não adianta muita coisa.

O nosso processo de conversão vai muito além de tudo isso.

Nós percebemos que estamos tendo um encontro verdadeiro com Cristo quando passamos a pensar, a agir, a manifestarmos nossas opiniões de uma maneira diferente. Quando alguém segue verdadeiramente a Jesus, ela muda.

Conhecendo  a pureza de Deus, o Seu amor, enxergamos a nossa pequenez, a necessidade de estarmos sob a Sua proteção, reconhecemos os nossos pecados e dele queremos nos livrar para que perto de Cristo possamos estar.

Essa mudança, de fato, é gradual. Aos pouquinhos o Espírito Santo de Deus vai nos tocando. Mexendo em nossas feridas e restaurando aquilo que precisa ser mudado. Dia após dia, Deus vai construindo em nós uma nova identidade, homens e mulheres novos em Seu poder!

Certas atitudes já não fazem mais sentido. Os olhos da fé parecem nos revelar e denunciar aquilo que não nos cabe. O coração passa a repugnar e até a sentir nojo de certas situações humanas que vemos ao nosso lado.

Passamos a embasar nossas atitudes no Santo Evangelho. Compreendemos que para seguir à Jesus necessitamos abdicar-nos da pequenez humana e ter Cristo como nossa referência.


"... Amar como Jesus amou

Sonhar como Jesus sonhou

Pensar como Jesus pensou

Viver como Jesus viveu

Sentir o que Jesus sentia

Sorrir como Jesus sorria..."


Necessitamos vivenciar os ensinamentos deixados por Deus à nós através da Sagrada Escritura.  Devemos professar nossa fé com nossas atitudes diárias, com nosso exemplo de vida. E isso vai acontecendo naturalmente, pois, as pessoas ao nosso redor vão percebendo a presença de Deus em nós...

E esse é o maior testemunho que podemos dar. O testemunho com nossa própria vida, com nossas ações.

Exalto que o caminho não é fácil. Jesus mesmo nos alertou. A porta é estreita... Mas NADA se iguala a estar em Sua presença, em sentir o Amor de Deus e Sua presença em nossas vidas!

Alguns criticarão, zombarão de nós, não aceitarão a verdade. Mas, permaneçamos fortes!
Olhemos para Aquele que nos criou! Em suas promessas para nossas vidas!

Recentemente fui criticada por pedir perdão à algumas pessoas por ter sido grossa e sem paciência com elas. Eu estava nervosa e não dei atenção a elas. Na missa percebi o meu erro e senti que deveria pedir perdão. E o fiz, uma à uma...

Fui criticada.

Tempos depois me senti humilhada por essa pessoa...
Pergunta se ela veio me pedir desculpas ou perdão. Até hoje não!

Mas eu entendo... Criticou justamente por desconhecer o verdadeiro amor de Deus. Por não entender Seus ensinamentos.

E não podemos condenar essas pessoas por isso!

Ao contrário, levemos o Amor de Deus à todos aqueles que não conhecem a Jesus!
Sejamos sal e fermento para um mundo novo!

Jesus necessita da minha, da sua conversão!

E nós mais ainda, de Sua sublime presença...

Então, tomemos nossas cruzes, olhemos para Cristo e sigamos Aquele que Tudo é, que Tudo pode: JESUS!


Deixe Deus falar com você através do vídeo abaixo. 
(Pause a música do blog no mp3 roxo - lateral esquerda -, antes de clicar no vídeo...)






Amém!

Fernanda Rocha.

5 comentários:

Maria Luiza disse...

Fernanda, a música não é antiguinha e nunca será pq ela foi eternizada por inspiração do Espírito Santo, através desse padre que louva nosso Deus e Nossa Mãe com tão lindas composições! Parabéns pelo lindo post!

Vera Brito disse...

Aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Perguntou Nicodemos: Mestre como pode um homem nascer sendo velho?
Por ventura poderá entrar novamente no ventre de sua mãe e nascer?

Então lhe disse Jesus: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne, o que é nascido do Espírito é Espírito.
Não basta ser um religioso...

Fernanda Rocha disse...

Oi tia,

Obrigada pela belíssima partilha!!!

Realmente não basta ser apenas religioso...

Que Jesus nos permita um reavivamento no Espírito em todos os dias de nossas vidas!!!

Homens e mulheres novos na efusão do Espírito!!! Amém!!!

Te Amo!

Beijos

Vera Brito disse...

Perdão,
Não basta ser apenas mais um religioso... e eu me dei conta de que eu o era, há muitos anos atrás quando, ainda guardava mágoas do meu irmão. E esta magóa nasceu de uma simples palavra...
Anos de rancor, que ele mesmo próprio desconhecia, porque não tinha noção o quanto “aquela” sua palavra me feriu.
Muitos não têm a mínima ideia da importância do perdão. Associam-no a algo corriqueiro que o tempo pode fazer apagar, mas não é verdade.
Se fosse tão simples assim, com certeza, o Senhor Jesus não o colocaria como obrigatório (Mat.6.14-15), nem que se perdoasse tantas vezes quantas fossem necessárias (Mat. 18.22).
Perdão é de Deus; a mágoa ou ressentimentos são do diabo. Perdão salva, liberta, cura, transforma, enfim, identifica algo Divino. Mágoas ou ressentimentos alimentam o ódio, a ira, contenda e, finalmente, matam. A falta de perdão significa condenação.
Hoje estou livre, liberta, graças a Deus!
E ser mais um conhecedor da palavra e reter o perdão, É SER MAIS UM RELIGIOSO!

Vera Brito disse...

Amor Incondicional, o que é?

É o verdadeiro e único amor; aquele que não exige nada em troca, que ama sem se importar com a cor, idade, raça, nada... Simplesmente amor!

Este é o amor de Jesus Cristo por nós.

Beijos