quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

4º Dia - Novena da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt


Estamos no Quarto Dia da nossa Novena Abençoada!
Perseveremos com muita fé nessa Santa Devoção!

Certamente trazes preocupações em teu coração, por isto queres dirigir-te à Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, numa confiante súplica, através desta novena. O que dela esperas tu o sabes, mas o que deves fazer dir-te-ão as páginas seguintes. Esta novena não é apenas uma oração a ser pronunciada pelos lábios; mas a vida há de concretizar as palavras rezadas. Maria, por assim dizer, te toma pela mão e coloca ante teus olhos a sua vida, para que procedas segundo o seu exemplo. Experimenta fazê-lo com toda a confiança. A Mãe Três Vezes Admirável te atenderá em teus pedidos.


ORAÇÃO PREPARATÓRIA PARA CADA DIA


Querida Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt! Com ilimitada confiança, me aproximo de ti, para receber o teu auxílio em minha grande aflição; pois teu Divino Filho, na cruz, me deu a ti como minha Mãe, dirigindo também a mim as palavras: "Eis aí tua Mãe!" E a ti disse Ele: "Eis aí teu filho!" Que consolo para mim, receber-te por Mãe!

Por isso dirijo-me a ti em meu grande sofrimento. Bem conheces minha pesada cruz. Peço-te, confiante, que me ajudes, ó grande Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, pois nunca se ouviu dizer que tenhas abandonado algum filho teu que buscou refúgio em ti. Tu mesma sentiste o peso e a aflição da vida! Estiveste ao pé da cruz, como a Mãe das Dores. E será que agora não vais atender o meu pedido, quando te confio, suplicante, o meu sofrimento? Não, jamais!

Tu és a Saúde dos Enfermos, a Consoladora dos Aflitos, o Auxílio dos Cristãos. Inspira-me, porém, a confiança especial o fato de seres chamada "Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável". Este honroso título expressa que sempre e em toda a parte és admirável.

Intercede, pois, junto ao teu querido Filho, para que me atenda. E, eternamente, quero cantar o teu Magnificat, bendizendo as misericórdias do Senhor. Amém.


4o DIA: A ALEGRE RESPOSTA DE MARIA, PELO MAGNIFICAT

"A minha alma glorifica o Senhor e o meu espírito exulta em Deus, meu Salvador." (Lc 1, 46-47)

Que tem a ver o hino de louvor de Maria, com tua novena e o pedido de auxílio em tuas preocupações? Com certeza, pensas entoar o Magnificat logo que alcançaste a graça...mas não agora. Isto é demais! - assim, talvez, te fala o coração.

Em transbordante júbilo, Maria exaltou os grandes feitos de Deus. Ela não pensou somente em sua própria escolha - Deus se inclinou para sua pequenez. Sua alegria abrangia o mundo inteiro, pois estava próxima a redenção da humanidade... "Sua misericórdia estende-se de geração em geração... Ele eleva os humildes. Sacia de bens os famintos..." (Lc 1, 50.52-53). Maria rejubilou porque os outros iriam passar bem; Ela pensou na felicidade dos outros.

Todo o seu procedimento também revela sua atitude serviçal em relação aos homens necessitados. Após realizar-se o milagre da encarnação do Filho de Deus em seu seio, Maria não se deteve em sua casinha, oculta, para adorar o Deus do seu coração, o filho que iria nascer. Não, pressurosa foi a Isabel. Aí a encontramos trabalhando, servindo. Quão humana se nos apresenta a agraciada Serva de Deus! E aí, servindo ao próximo, Ela cantou o seu Magnificat.

E tu, certamente, trazes grandes cuidados em teu coração. Talvez estejas desiludido com Deus e com os homens, ou te encontras em grandes aflições interiores. Pode ser que dificuldades externas se acumulem em tua frente. Como então, nesta situação, podes ainda interessar-te pelos outros? Talvez te surja o pensamento: agora devo preocupar-me comigo mesmo; os outros não se interessam por mim... Então, desânimo e tristeza querem tomar conta de tua alma; inveja e ciúme da felicidade dos outros invade teu coração e tu ficas de mal com Deus.

Será que a Mãe de Deus não tem nada a dizer-te com seu Magnificat? Não estará Ela a falar-te, através do seu servir e do desinteresse de si mesma? Apesar dos teus cuidados e aflições, tenta também tu causar alguma pequena alegria a outrem; tenta ser bondoso com os outros, por um olhar amável, uma boa palavra ou um pequeno obséquio. Reza pelos outros. Se assim agires, sentirás como o teu sofrimento se torna muito mais ameno. Aprenderás a esquecer-te sempre mais de ti mesmo e, em meio à dor, permanecerás alegre, como diz o Apóstolo São Paulo:"... transbordo de alegria em toda a tribulação" (2 Cor 7, 4).

ORAÇÃO

Querida Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt! Outrora cantaste o teu Magnificat, porque o Senhor te escolheu por Mãe e, assim, te tornaste a serva de todos os homens. Hoje eu te peço: implora-me a graça de eu também servir sempre ao meu próximo e suportar, alegremente, o meu sofrimento até que Deus me atenda por tua poderosa intercessão, ó querida Mãe e Rainha!

APLICAÇÃO

Procura, hoje, ser alegre e amável... Aproveita cada oportunidade para servir aos outros.


Faça tuas orações pessoais e entrega todo seu sofrimento, tua dor, tuas causas à Mãe e Ela intercederá por ti junto ao Pai.
Creia!

Amém!

Fernanda Rocha.

Nenhum comentário: