quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Arco-Íris


Eis que o arco-íris volta ao céu...

As cores?

O Amor, a Paz, a Misericórdia, o Consolo, o Colo do Nosso Senhor Jesus...
n'Ele coloco minhas aflições, meus pedidos, minhas incertezas, meu Amor, minha Vida!

Saber esperar em Deus...
n'Ele vencemos as tribulações, as provações, as dúvidas.

d'Ele recebemos a graça de vivermos em Sua Santa Paz e Amor Ágape (amor de Deus)...

Minha vida é Tua Senhor!
Seja feita a Tua vontade.
Eu confio e creio em Ti, Senhor!


Amém!

Fernanda Rocha.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Às Vezes...


E às vezes o coração teima em ficar triste, abatido, preocupado...
Graças a Deus que são raros os momentos como esse, apesar das dificuldades da vida...

...

Deus é maior que tudo!
Deus proverá!


Amém!

Fernanda Rocha.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

9º Dia - Novena da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt


Estamos no  Nono e último  Dia da nossa Novena Abençoada!
Perseveremos com muita fé nessa Santa Devoção!

Certamente trazes preocupações em teu coração, por isto queres dirigir-te à Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, numa confiante súplica, através desta novena. O que dela esperas tu o sabes, mas o que deves fazer dir-te-ão as páginas seguintes. Esta novena não é apenas uma oração a ser pronunciada pelos lábios; mas a vida há de concretizar as palavras rezadas. Maria, por assim dizer, te toma pela mão e coloca ante teus olhos a sua vida, para que procedas segundo o seu exemplo. Experimenta fazê-lo com toda a confiança. A Mãe Três Vezes Admirável te atenderá em teus pedidos.


ORAÇÃO PREPARATÓRIA PARA CADA DIA

Querida Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt! Com ilimitada confiança, me aproximo de ti, para receber o teu auxílio em minha grande aflição; pois teu Divino Filho, na cruz, me deu a ti como minha Mãe, dirigindo também a mim as palavras: "Eis aí tua Mãe!" E a ti disse Ele: "Eis aí teu filho!" Que consolo para mim, receber-te por Mãe!

Por isso dirijo-me a ti em meu grande sofrimento. Bem conheces minha pesada cruz. Peço-te, confiante, que me ajudes, ó grande Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, pois nunca se ouviu dizer que tenhas abandonado algum filho teu que buscou refúgio em ti. Tu mesma sentiste o peso e a aflição da vida! Estiveste ao pé da cruz, como a Mãe das Dores. E será que agora não vais atender o meu pedido, quando te confio, suplicante, o meu sofrimento? Não, jamais!

Tu és a Saúde dos Enfermos, a Consoladora dos Aflitos, o Auxílio dos Cristãos. Inspira-me, porém, a confiança especial o fato de seres chamada "Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável". Este honroso título expressa que sempre e em toda a parte és admirável.

Intercede, pois, junto ao teu querido Filho, para que me atenda. E, eternamente, quero cantar o teu Magnificat, bendizendo as misericórdias do Senhor. Amém.


9o DIA - UMA PALAVRA DE MARIA

"Fazei tudo o que Ele vos disser!" (Jo 2, 5).

Maria ainda está junto do Senhor. Ela não se deixa repelir. Ao contrário, persevera em sua fé e confiança, tão firmes qual rocha, e acredita que Ele pode ajudar! Chama os servos e, com toda naturalidade, lhes ordena: "Fazei tudo o que Ele vos disser!" E realmente, com sua confiança, por assim dizer, venceu o Senhor. Ele realizou o primeiro milagre.

"Fazei tudo o que Ele vos disser!" Magnífica palavra de Maria, válida para todos os tempos e todas as gerações! De fato, em Cana, agora e sempre, Maria aponta o Cristo.

Que disse o Senhor naquela situação? Maria e os servos, que estão ao seu redor, ouviram sua harmoniosa voz disser: "Enchei as talhas de água" (Jo 2, 7). Os servos cumpriram, pressurosos, a ordem do Senhor e assim prepararam o milagre.

Também tu deves preparar-te, espiritualmente, se esperas que teus pedidos sejam atendidos; deves, sobretudo, purificar a "talha" de tua alma, isto é, o pecado deve ser afastado do teu coração por uma boa confissão. Deves romper as relações ilícitas, vencer inveja e ciúmes. Estende a mão ao inimigo, para reconciliar-te com ele. Ama a Deus, teu Senhor, de todo o teu coração e com todas as tuas forças. Ama, como a ti mesmo, o teu próximo, o teu vizinho, aquele que mora contigo, na oficina. E enche de "água" o "cântaro" do teu coração. A "água" são tuas boas obras e a lealdade do teu pensar. Mas especialmente, enche o teu "cântaro" de ilimitada confiança, até transbordar, e dispõe-te a permanecer no sofrimento, tanto tempo quanto estiver nos planos de Deus. Não poderá ser isto um prenúncio de que teus pedidos serão atendidos? Certamente, pois o Senhor espera que lhe ofereçamos a reta atitude do coração. Por isso, atende à palavra de Maria: "Fazei o que Ele vos disser!" Faze-o já hoje; faze-o imediatamente e confia com toda a singeleza que, por intercessão da Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt, o Senhor não desiludirá a tua esperança.

ORAÇÃO

Ó Maria, Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, implora para mim a graça da conversão. Ajuda-me a observar fielmente os mandamentos de Deus e cumprir a sua santa vontade. Que minha vida não seja obstáculo para o atendimento dos meus pedidos, para os prodígios que tu queres alcançar-me, ó bondosa, ó clemente, ó doce Virgem Maria. Amém.

APLICAÇÃO

Prepara-te, hoje, para uma boa confissão e realiza-a.


PALAVRAS FINAIS

Chegaste ao término de tua novena. Certamente nem sempre foi fácil para ti seguir suas indicações.

Será que já foste atendido? Então não esqueças de agradecer. E se ainda precisas esperar, não percas a confiança. Faze a novena pela segunda e terceira vez, ou tantas vezes até que a tua oração seja atendida.

Pedes grandes coisas da Mãe de Deus. Ela, com certeza, envolveu todos os pedidos em seu amor e te atenderá no momento em que for melhor para ti. E se não te libertar do teu sofrimento, dar-te-á a força para suportá-lo vigorosamente em silenciosa resignação. Ela te transformará interiormente, conceder-te-á novo ânimo e singela prontidão de te sujeitares inteiramente à santa vontade de Deus. Assim, em tua alma abatida e repleta de dores, realiza-se um "milagre da graça". Não é este também um importante motivo para agradecer de todo o coração à Mãe das graças de Schoenstatt?

Ela quer atrair-te a si e educar-te, para prosseguires sempre mais seguramente no caminho do céu e conduzires outros a Deus. A Mãe de Schoenstatt quer selar contigo uma aliança de Amor.

Entrega-te, pois, a Ela; dá-lhe teu coração com todo o seu amor. Consagra-lhe teu corpo com todas as suas faculdades. Entrega-lhe tuas obras, tuas orações e trabalhos, fadigas e sacrifícios, preocupações e dores, todo o teu sofrimento. A Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt te oferta, com tudo o que és e tens, ao eterno Deus como pedido pela renovação do mundo e para que os homens, que vivem longe de seu amor, voltem novamente a Ele. Não queres cumprir o desejo da querida Mãe de Deus? Faze uma aliança de Amor com Ela. Com certeza, Maria te excederá de muito, em amor e doação generosa. "UM FILHO DE MARIA JAMAIS PERECERÁ"


Faça tuas orações pessoais e entrega todo seu sofrimento, tua dor, tuas causas à Mãe e Ela intercederá por ti junto ao Pai.
Creia!

Espero que tenhas obtido as graças as quais vens orando nesses noves dias. Se ainda não obteve, continue perseverando; ore com muita fé!
A Mãe não desampara seus filhos...

Se tiver obtido graças, testemunhe aqui no blog.
Testemunhos "arrastam" muitos à Cristo.


Amém!

Fernanda Rocha.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

8º Dia - Novena da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt


Estamos no Oitavo Dia da nossa Novena Abençoada!
Perseveremos com muita fé nessa Santa Devoção!

Certamente trazes preocupações em teu coração, por isto queres dirigir-te à Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, numa confiante súplica, através desta novena. O que dela esperas tu o sabes, mas o que deves fazer dir-te-ão as páginas seguintes. Esta novena não é apenas uma oração a ser pronunciada pelos lábios; mas a vida há de concretizar as palavras rezadas. Maria, por assim dizer, te toma pela mão e coloca ante teus olhos a sua vida, para que procedas segundo o seu exemplo. Experimenta fazê-lo com toda a confiança. A Mãe Três Vezes Admirável te atenderá em teus pedidos.


ORAÇÃO PREPARATÓRIA PARA CADA DIA

Querida Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt! Com ilimitada confiança, me aproximo de ti, para receber o teu auxílio em minha grande aflição; pois teu Divino Filho, na cruz, me deu a ti como minha Mãe, dirigindo também a mim as palavras: "Eis aí tua Mãe!" E a ti disse Ele: "Eis aí teu filho!" Que consolo para mim, receber-te por Mãe!

Por isso dirijo-me a ti em meu grande sofrimento. Bem conheces minha pesada cruz. Peço-te, confiante, que me ajudes, ó grande Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, pois nunca se ouviu dizer que tenhas abandonado algum filho teu que buscou refúgio em ti. Tu mesma sentiste o peso e a aflição da vida! Estiveste ao pé da cruz, como a Mãe das Dores. E será que agora não vais atender o meu pedido, quando te confio, suplicante, o meu sofrimento? Não, jamais!

Tu és a Saúde dos Enfermos, a Consoladora dos Aflitos, o Auxílio dos Cristãos. Inspira-me, porém, a confiança especial o fato de seres chamada "Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável". Este honroso título expressa que sempre e em toda a parte és admirável.

Intercede, pois, junto ao teu querido Filho, para que me atenda. E, eternamente, quero cantar o teu Magnificat, bendizendo as misericórdias do Senhor. Amém.


8o DIA - UMA RESPOSTA DE DEUS A MARIA

"Minha hora ainda não chegou" (Jo 2, 4).

Não estás, desde ontem, ainda todo cativado pela pessoa da querida Mãe de Deus em seu ser encantador e humanitário? Ela teve muita ousadia em pedir um milagre; "Eles não têm mais vinho"! E qual a resposta do Filho que, em sua majestade divina, se encontrava diante dela? "Que há entre mim e ti? Minha hora ainda não chegou" (Jo 2, 4).

Maria recebeu uma recusa. Ouvindo as palavras, aparentemente duras, do Senhor, talvez estremeceu interiormente. Mas Ela não se retirou ofendida e confusa como nós, talvez, faríamos. Não. Maria creu imperturbavelmente: apesar de tudo, Ele ajudará! E não hesitou nenhum instante sequer...

Que tem a dizer-te com esta cena a querida Mãe de Deus? Seu procedimento deve servir de modelo para ti! Persevera na oração incessante. Não te retires do Senhor, desiludido, porque pediste e não foste logo atendido. Admiramos Maria, que apesar da recusa, logo falou com os servos e lhes deu ordens. Também tu deves esperar tudo do Senhor, como Maria, a "chamar os servos", isto é, confiar singelamente até seres atendido.

Cristo mesmo nos ensinou esta atitude. Recordemos a sua parábola: Durante a noite, um amigo vai à casa do outro, bate na porta e pede insistentemente que lhe abra e empreste pão. E porque ele não cessa de pedir, por fim o amigo se levanta e lhe dá o que precisa, não por ser seu amigo, mas para livrar-se dele (cf. Lc 11, 5-13).

Com esta parábola o Senhor quer dizer-te: também tu deves fazer como aquele que não se cansou de pedir. Portanto, não percas, tão depressa, a confiança e implora constantemente, esperando sempre o auxílio de Deus, em tuas aflições, mesmo se não fores atendido imediatamente.

"Tu conheces o meu caminho, sabes o tempo. Teu plano já está feito e colocado à disposição. Por isso espero, silencioso. Tua palavra não engana. Tu conheces o caminho e isto me basta!"

 
ORAÇÃO

Querida Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt! Nas bodas de Caná livraste os noivos de um embaraço. E agora eu te peço: compadece-te também de mim e não cesses de pedir ao teu Filho em minhas necessidades. Confio em ti, ó Onipotência Suplicante, Mãe do Senhor. Amém.


APLICAÇÃO

Exercita-te, hoje, na paciência.


Faça tuas orações pessoais e entrega todo seu sofrimento, tua dor, tuas causas à Mãe e Ela intercederá por ti junto ao Pai.
Creia!

Amém!

Fernanda Rocha.

domingo, 23 de janeiro de 2011

7º Dia - Novena da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt


Estamos no Sétimo Dia da nossa Novena Abençoada!
Perseveremos com muita fé nessa Santa Devoção!

Certamente trazes preocupações em teu coração, por isto queres dirigir-te à Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, numa confiante súplica, através desta novena. O que dela esperas tu o sabes, mas o que deves fazer dir-te-ão as páginas seguintes. Esta novena não é apenas uma oração a ser pronunciada pelos lábios; mas a vida há de concretizar as palavras rezadas. Maria, por assim dizer, te toma pela mão e coloca ante teus olhos a sua vida, para que procedas segundo o seu exemplo. Experimenta fazê-lo com toda a confiança. A Mãe Três Vezes Admirável te atenderá em teus pedidos.


ORAÇÃO PREPARATÓRIA PARA CADA DIA
 
Querida Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt! Com ilimitada confiança, me aproximo de ti, para receber o teu auxílio em minha grande aflição; pois teu Divino Filho, na cruz, me deu a ti como minha Mãe, dirigindo também a mim as palavras: "Eis aí tua Mãe!" E a ti disse Ele: "Eis aí teu filho!" Que consolo para mim, receber-te por Mãe!
 
Por isso dirijo-me a ti em meu grande sofrimento. Bem conheces minha pesada cruz. Peço-te, confiante, que me ajudes, ó grande Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, pois nunca se ouviu dizer que tenhas abandonado algum filho teu que buscou refúgio em ti. Tu mesma sentiste o peso e a aflição da vida! Estiveste ao pé da cruz, como a Mãe das Dores. E será que agora não vais atender o meu pedido, quando te confio, suplicante, o meu sofrimento? Não, jamais!

Tu és a Saúde dos Enfermos, a Consoladora dos Aflitos, o Auxílio dos Cristãos. Inspira-me, porém, a confiança especial o fato de seres chamada "Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável". Este honroso título expressa que sempre e em toda a parte és admirável.

Intercede, pois, junto ao teu querido Filho, para que me atenda. E, eternamente, quero cantar o teu Magnificat, bendizendo as misericórdias do Senhor. Amém.


7o DIA: O PEDIDO DE MARIA

"Eles não tem mais vinho!" (Jo 2, 3)

Uma palavra da Mãe do Senhor, muito simples e natural, mas de confiança ilimitada: "Eles não têm mais vinho!" (Jo 2, 3). Pensemos na situação em que Ela a pronunciou.

O Filho de Deus viveu durante trinta anos na obscuridade e trabalhou, como operário, na oficina de São José. Agora começa a ensinar e "Ele fala como quem tem poder". Ainda não realizou nenhum milagre. Certo dia, Jesus e Maria, sua Mãe, foram convidados a um casamento. E aceitaram o convite. Maria percebeu que o vinho começou a faltar e se levantou. Será que o fez porque pensou em voltar para casa, a fim de evitar embaraço aos noivos? Não. Não é por isso que se levantou. Ela foi ao seu Filho e lhe disse baixinho: "Eles não têm mais vinho!" (Jo 2, 3). Isso significou mais do que a simples comunicação dum fato. Maria esperava do Senhor um milagre! Parece-nos impossível!. Não teria sido melhor ter dito: "partamos, vamos para casa!" mas isso Ela nem pensou. Fez um pedido em favor dos noivos e, a seu pedido, o Filho de Deus devia realizar o primeiro milagre - não no Templo ou na sinagoga, como nós talvez pensaríamos - porém, numa festa de casamento. Como Maria é tão genuinamente humana!

A palavra de Maria: "Eles não têm mais vinho!", deve inspirar-te grande confiança! Tu não pedes vinho, não. Tens outros cuidados maiores. Tu não apenas te encontras em situação desagradável, embaraçosa; mas sobre tua alma pesa grande fardo. Talvez se trate de tua existência, da salvação dum ente querido ou até da salvação de tua própria alma.

Não duvides: Maria - de modo semelhante como o fez em Caná - agora está junto do Senhor, pedindo por ti: Vê, Senhor, falta-lhe isso e aquilo... Ajuda, por favor!

Se nas bodas de Caná, pela intercessão de Maria, Cristo transformou água em vinho, a fim de evitar aos noivos uma situação embaraçosa e desagradável, com maior certeza, Ele vai atendê-la agora, que pede por ti, numa aflição incomparavelmente maior!


ORAÇÃO

Querida Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt. Junta as mãos e pede por mim, com tanta insistência como o fizeste em Caná: "Senhor, eles não têm mais vinho!" Apresenta minhas grandes preocupações ao Senhor. E estou certo de que serei atendido. Ele há de libertar-me de minha aflição ou dar-me-á a força de suportá-la corajosamente. Amém.

APLICAÇÃO

Dize, hoje, muitas vezes com a querida Mãe de Deus: "Senhor, eles não têm mais vinho", expressando por meio destas palavras as tuas preocupações. Cultiva a confiança e a perseverante oração de súplica.

 
Faça tuas orações pessoais e entrega todo seu sofrimento, tua dor, tuas causas à Mãe e Ela intercederá por ti junto ao Pai.
Creia!


Amém!

Fernanda Rocha.


sábado, 22 de janeiro de 2011

6º Dia - Novena da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt


Estamos no Sexto Dia da nossa Novena Abençoada!
Perseveremos com muita fé nessa Santa Devoção!
 
Certamente trazes preocupações em teu coração, por isto queres dirigir-te à Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, numa confiante súplica, através desta novena. O que dela esperas tu o sabes, mas o que deves fazer dir-te-ão as páginas seguintes. Esta novena não é apenas uma oração a ser pronunciada pelos lábios; mas a vida há de concretizar as palavras rezadas. Maria, por assim dizer, te toma pela mão e coloca ante teus olhos a sua vida, para que procedas segundo o seu exemplo. Experimenta fazê-lo com toda a confiança. A Mãe Três Vezes Admirável te atenderá em teus pedidos.


ORAÇÃO PREPARATÓRIA PARA CADA DIA

Querida Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt! Com ilimitada confiança, me aproximo de ti, para receber o teu auxílio em minha grande aflição; pois teu Divino Filho, na cruz, me deu a ti como minha Mãe, dirigindo também a mim as palavras: "Eis aí tua Mãe!" E a ti disse Ele: "Eis aí teu filho!" Que consolo para mim, receber-te por Mãe!

Por isso dirijo-me a ti em meu grande sofrimento. Bem conheces minha pesada cruz. Peço-te, confiante, que me ajudes, ó grande Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, pois nunca se ouviu dizer que tenhas abandonado algum filho teu que buscou refúgio em ti. Tu mesma sentiste o peso e a aflição da vida! Estiveste ao pé da cruz, como a Mãe das Dores. E será que agora não vais atender o meu pedido, quando te confio, suplicante, o meu sofrimento? Não, jamais!

Tu és a Saúde dos Enfermos, a Consoladora dos Aflitos, o Auxílio dos Cristãos. Inspira-me, porém, a confiança especial o fato de seres chamada "Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável". Este honroso título expressa que sempre e em toda a parte és admirável.
 
Intercede, pois, junto ao teu querido Filho, para que me atenda. E, eternamente, quero cantar o teu Magnificat, bendizendo as misericórdias do Senhor. Amém.


6o DIA: A RESPOSTA DE DEUS A MARIA

À queixa de Maria: "Filho, por que procedeste assim conosco?" responde Jesus: "Não sabíeis que devo estar naquilo que é do meu Pai?" (Lc 2, 49).

Tal resposta Maria não esperou receber. Certamente foi como que um golpe para o seu coração de Mãe! Terá Ela ainda sido capaz de pensar? Mais uma vez se lhe reavivou toda a dor dos últimos três dias: noites sem descanso, medo e incerteza pelo Filho perdido... E agora Jesus está diante dela, belo e cheio de majestade divina, atingindo com sua resposta o mais profundo sentimento do seu coração materno.

Maria reencontrou e, ao mesmo tempo, perdeu seu Filho! O Pai Celestial tinha o primeiro direito a Ele. Seu coração materno devia calar-se. Ela devia unir-se a Jesus no "sim" à vontade do Pai e, desta maneira, reencontra-lo num nível muito mais elevado: na vontade paternal.Maria não compreendeu logo o que disse seu Filho. Mas, guardou tudo em seu coração.

E tu, como reages em semelhante situação?

Talvez também perdeste teu filho e a incerteza por alguns dos teus entes queridos te oprime. Ou perdeste bens e haveres; perdeste tua felicidade, tua saúde e - o que seria ainda pior - a paz do coração, o próprio Deus...

Não sabes que também tu deves estar naquilo que é do Pai, que é do teu Deus? Se pelo pecado grave, perdeste o supremo Bem, se perdeste a Deus, então vai à procura dele "no Templo". Reconquista a paz do coração, através de uma boa confissão.

Porém, se perdeste bens terrenos, entrega-te, abandona-te à vontade paternal de Deus. Talvez ainda não compreendes o que Ele quer dizer-te por meio desse sofrimento. Mas uma coisa é certa: a vontade de Deus te dirige. Por isso, não te revoltes. Age como Maria: reflete, reza e entrega-te totalmente nas mãos da Divina Providência. Os planos de Deus são planos de amor e de sabedoria. E Maria te compreende, justamente agora que tuas aflições te cercam como um alto muro. Apóia-te em Deus e segura a mão da Mãe. Sempre que experimentas insegurança, reza:

"Se eu não sei o caminho, Tu bem o conheces. Isso torna a minha alma tranqüila e cheia de paz.
Por isso vã é minha preocupação e o pulsar angustiado do meu coração."


ORAÇÃO

Querida Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt. Implora-me a virtude da confiança em Deus e a graça de considerar sempre a tua santa vontade como o mais alto bem. Confio inteiramente em ti e peço insistentemente, que não me abandones, mas intercedas o auxílio de Deus em minha aflição. Amém.


APLICAÇÃO

Não te queixes, hoje, com as situações desfavoráveis. Mas lembra-te que agora podes também estar naquilo que é do Pai: na sua santa e sábia vontade.


Faça tuas orações pessoais e entrega todo seu sofrimento, tua dor, tuas causas à Mãe e Ela intercederá por ti junto ao Pai.

Creia!

Amém!

Fernanda Rocha.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

5º Dia - Novena da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt



Estamos no Quinto Dia da nossa Novena Abençoada!
Perseveremos com muita fé nessa Santa Devoção!

Certamente trazes preocupações em teu coração, por isto queres dirigir-te à Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, numa confiante súplica, através desta novena. O que dela esperas tu o sabes, mas o que deves fazer dir-te-ão as páginas seguintes. Esta novena não é apenas uma oração a ser pronunciada pelos lábios; mas a vida há de concretizar as palavras rezadas. Maria, por assim dizer, te toma pela mão e coloca ante teus olhos a sua vida, para que procedas segundo o seu exemplo. Experimenta fazê-lo com toda a confiança. A Mãe Três Vezes Admirável te atenderá em teus pedidos.

ORAÇÃO PREPARATÓRIA PARA CADA DIA

Querida Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt! Com ilimitada confiança, me aproximo de ti, para receber o teu auxílio em minha grande aflição; pois teu Divino Filho, na cruz, me deu a ti como minha Mãe, dirigindo também a mim as palavras: "Eis aí tua Mãe!" E a ti disse Ele: "Eis aí teu filho!" Que consolo para mim, receber-te por Mãe!

Por isso dirijo-me a ti em meu grande sofrimento. Bem conheces minha pesada cruz. Peço-te, confiante, que me ajudes, ó grande Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, pois nunca se ouviu dizer que tenhas abandonado algum filho teu que buscou refúgio em ti. Tu mesma sentiste o peso e a aflição da vida! Estiveste ao pé da cruz, como a Mãe das Dores. E será que agora não vais atender o meu pedido, quando te confio, suplicante, o meu sofrimento? Não, jamais!

Tu és a Saúde dos Enfermos, a Consoladora dos Aflitos, o Auxílio dos Cristãos. Inspira-me, porém, a confiança especial o fato de seres chamada "Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável". Este honroso título expressa que sempre e em toda a parte és admirável.

Intercede, pois, junto ao teu querido Filho, para que me atenda. E, eternamente, quero cantar o teu Magnificat, bendizendo as misericórdias do Senhor. Amém.


5o DIA: A QUEIXA DE MARIA

"Filho, por que procedeste assim conosco?" (Lc 2, 48)

O sofrimento pesa sobre ti. Ontem procuraste manter a alegria, apesar de toda a aflição. Talvez cansaste servindo ao próximo. Mas estás ainda preocupado contigo mesmo e teus cuidados. Teu coração quer revoltar-se, repetindo sempre de novo a pergunta: Por quê? Por que justamente eu? - Isto é um bem humano! Porém, não deves fazer-te esta pergunta, com amargura. Ademais, até podes consolar-te, pois encontras a pergunta "por que" também nos lábios da querida Mãe de Deus: "Filho, por que procedeste assim conosco?" (Lc 2, 48).

Quão próxima está de nós a Mãe do Senhor, com seu coração materno, que sente de modo tão humano! Ela está próxima de nós também nos incontáveis acontecimentos incompreensíveis de sua própria vida, inclusive ao pé da cruz. Só que ali Ela não mais se queixou. Talvez te perguntes: por que há tantos e tão horríveis sofrimentos no mundo? Por que há desilusões, por que tantas aflições? Qual será, então, o sentido do sofrimento? Um consolador provérbio reza: "Que é para o filho de Deus dor e aflição? Do Pai o brado: vem ao meu coração!"

É assim mesmo. Deus te ama justamente agora, permitindo este sofrimento para ti. Através dele, Deus quer acrisolar tua alma, desprender-te do que é mundano e atrair-te a si. Dizes com tanta facilidade que Deus castiga, que Ele não te quer bem. E, contudo, Ele te ama! Ama-te especialmente quando sofres com resignação, pois carregas, por assim dizer, uma parcela da cruz do seu Filho.

E fazes bem se procuras aceitar o teu sofrimento também com espírito de penitência. Cada um de nós tem faltas e pecados a reparar. Através do sofrimento, podes pagar, já aqui na terra, uma parte das penas merecidas por teus pecados. Também isso é prova do amor de Deus. E, deste modo, o sofrimento se torna meio de salvação e santificação própria.

Mas ele quer ainda significar algo mais. Pelo sofrimento suportado de modo certo, tornar-te-ás semelhante ao Crucificado. Ou será que não queres assemelhar-te um pouco ao Senhor a quem certamente amas?!

Mas, pelas aflições da vida, tens oportunidade de conquistar muitos e valiosos méritos para a eternidade. Na hora de tua morte, sentir-te-ás grato pelos tempos nos quais foste acrisolado como o ouro na fornalha e, por assim dizer, como Cristo, caíste em terra sob o peso de tua cruz. O bem-estar e divertimentos não poderão valer-te naquele momento. Antes, tornar-se-ão um peso para ti. Mas feliz de ti, se souberes carregar as tribulações da vida, com Deus!

No sofrimento podes tornar-te apóstolo e ajudar a salvar muitas almas. A Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt se coloca diante de ti, por assim dizer, com o pedido: dá-me todos os teus sacrifícios, esforços e aflições, para que eu possas oferta-los a Deus. Eles se tornarão fecundos para a salvação das almas e a renovação do mundo. Será que tens coragem de negar à Mãe graças de Schoenstatt este seu pedido? Não queres, por teu sofrimento, tornar-te um sacrifício de amor, para interceder muitas graças? Considera contigo mesmo, se Deus e a Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt, através desta situação que estás vivendo, não querem despertar-te para uma heróica vida sacrifical?

Talvez, agora já compreendas um pouco o sentido do sofrimento. Mas, apesar disso, podes dirigir-te com toda confiança a Maria. Pode ser que Deus o tenha permitido, somente para dar-te oportunidade de vivenciar o poder e a bondade de Maria. Confia, pois, na Mãe como o fazem as crianças!
A medida da confiança é a medida da realização.
Conhecemos belo pensamento: "Se alguma dor te oprime, vai à Mãe e fala-lhe. Ela te ajudará!"

ORAÇÃO

Querida Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt. Imersa no sofrimento, procuraste o teu Filho e o reencontraste. Expressaste toda a tua aflição nas palavras: "Filho, por que procedeste assim conosco?" Hoje, querida Mãe, quero entregar-te todas as minhas aflições, com o insistente pedido: intercede por mim junto de Deus! Porém, faça-se em tudo a vontade do Pai! Amém.

APLICAÇÃO

Lembra-te, hoje, muitas vezes, de que teu sofrimento tem profundo sentido e que Deus dirige tudo para o teu bem maior.


Faça tuas orações pessoais e entrega todo seu sofrimento, tua dor, tuas causas à Mãe e Ela intercederá por ti junto ao Pai.
Creia!

Amém!

Fernanda Rocha.


quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

4º Dia - Novena da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt


Estamos no Quarto Dia da nossa Novena Abençoada!
Perseveremos com muita fé nessa Santa Devoção!

Certamente trazes preocupações em teu coração, por isto queres dirigir-te à Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, numa confiante súplica, através desta novena. O que dela esperas tu o sabes, mas o que deves fazer dir-te-ão as páginas seguintes. Esta novena não é apenas uma oração a ser pronunciada pelos lábios; mas a vida há de concretizar as palavras rezadas. Maria, por assim dizer, te toma pela mão e coloca ante teus olhos a sua vida, para que procedas segundo o seu exemplo. Experimenta fazê-lo com toda a confiança. A Mãe Três Vezes Admirável te atenderá em teus pedidos.


ORAÇÃO PREPARATÓRIA PARA CADA DIA


Querida Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt! Com ilimitada confiança, me aproximo de ti, para receber o teu auxílio em minha grande aflição; pois teu Divino Filho, na cruz, me deu a ti como minha Mãe, dirigindo também a mim as palavras: "Eis aí tua Mãe!" E a ti disse Ele: "Eis aí teu filho!" Que consolo para mim, receber-te por Mãe!

Por isso dirijo-me a ti em meu grande sofrimento. Bem conheces minha pesada cruz. Peço-te, confiante, que me ajudes, ó grande Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, pois nunca se ouviu dizer que tenhas abandonado algum filho teu que buscou refúgio em ti. Tu mesma sentiste o peso e a aflição da vida! Estiveste ao pé da cruz, como a Mãe das Dores. E será que agora não vais atender o meu pedido, quando te confio, suplicante, o meu sofrimento? Não, jamais!

Tu és a Saúde dos Enfermos, a Consoladora dos Aflitos, o Auxílio dos Cristãos. Inspira-me, porém, a confiança especial o fato de seres chamada "Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável". Este honroso título expressa que sempre e em toda a parte és admirável.

Intercede, pois, junto ao teu querido Filho, para que me atenda. E, eternamente, quero cantar o teu Magnificat, bendizendo as misericórdias do Senhor. Amém.


4o DIA: A ALEGRE RESPOSTA DE MARIA, PELO MAGNIFICAT

"A minha alma glorifica o Senhor e o meu espírito exulta em Deus, meu Salvador." (Lc 1, 46-47)

Que tem a ver o hino de louvor de Maria, com tua novena e o pedido de auxílio em tuas preocupações? Com certeza, pensas entoar o Magnificat logo que alcançaste a graça...mas não agora. Isto é demais! - assim, talvez, te fala o coração.

Em transbordante júbilo, Maria exaltou os grandes feitos de Deus. Ela não pensou somente em sua própria escolha - Deus se inclinou para sua pequenez. Sua alegria abrangia o mundo inteiro, pois estava próxima a redenção da humanidade... "Sua misericórdia estende-se de geração em geração... Ele eleva os humildes. Sacia de bens os famintos..." (Lc 1, 50.52-53). Maria rejubilou porque os outros iriam passar bem; Ela pensou na felicidade dos outros.

Todo o seu procedimento também revela sua atitude serviçal em relação aos homens necessitados. Após realizar-se o milagre da encarnação do Filho de Deus em seu seio, Maria não se deteve em sua casinha, oculta, para adorar o Deus do seu coração, o filho que iria nascer. Não, pressurosa foi a Isabel. Aí a encontramos trabalhando, servindo. Quão humana se nos apresenta a agraciada Serva de Deus! E aí, servindo ao próximo, Ela cantou o seu Magnificat.

E tu, certamente, trazes grandes cuidados em teu coração. Talvez estejas desiludido com Deus e com os homens, ou te encontras em grandes aflições interiores. Pode ser que dificuldades externas se acumulem em tua frente. Como então, nesta situação, podes ainda interessar-te pelos outros? Talvez te surja o pensamento: agora devo preocupar-me comigo mesmo; os outros não se interessam por mim... Então, desânimo e tristeza querem tomar conta de tua alma; inveja e ciúme da felicidade dos outros invade teu coração e tu ficas de mal com Deus.

Será que a Mãe de Deus não tem nada a dizer-te com seu Magnificat? Não estará Ela a falar-te, através do seu servir e do desinteresse de si mesma? Apesar dos teus cuidados e aflições, tenta também tu causar alguma pequena alegria a outrem; tenta ser bondoso com os outros, por um olhar amável, uma boa palavra ou um pequeno obséquio. Reza pelos outros. Se assim agires, sentirás como o teu sofrimento se torna muito mais ameno. Aprenderás a esquecer-te sempre mais de ti mesmo e, em meio à dor, permanecerás alegre, como diz o Apóstolo São Paulo:"... transbordo de alegria em toda a tribulação" (2 Cor 7, 4).

ORAÇÃO

Querida Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt! Outrora cantaste o teu Magnificat, porque o Senhor te escolheu por Mãe e, assim, te tornaste a serva de todos os homens. Hoje eu te peço: implora-me a graça de eu também servir sempre ao meu próximo e suportar, alegremente, o meu sofrimento até que Deus me atenda por tua poderosa intercessão, ó querida Mãe e Rainha!

APLICAÇÃO

Procura, hoje, ser alegre e amável... Aproveita cada oportunidade para servir aos outros.


Faça tuas orações pessoais e entrega todo seu sofrimento, tua dor, tuas causas à Mãe e Ela intercederá por ti junto ao Pai.
Creia!

Amém!

Fernanda Rocha.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

3º Dia - Novena da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt


Estamos no Terceiro Dia da nossa Novena Abençoada!
Perseveremos com muita fé nessa Santa Devoção!


Certamente trazes preocupações em teu coração, por isto queres dirigir-te à Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, numa confiante súplica, através desta novena. O que dela esperas tu o sabes, mas o que deves fazer dir-te-ão as páginas seguintes. Esta novena não é apenas uma oração a ser pronunciada pelos lábios; mas a vida há de concretizar as palavras rezadas. Maria, por assim dizer, te toma pela mão e coloca ante teus olhos a sua vida, para que procedas segundo o seu exemplo. Experimenta fazê-lo com toda a confiança. A Mãe Três Vezes Admirável te atenderá em teus pedidos.
 
 
ORAÇÃO PREPARATÓRIA PARA CADA DIA


Querida Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt! Com ilimitada confiança, me aproximo de ti, para receber o teu auxílio em minha grande aflição; pois teu Divino Filho, na cruz, me deu a ti como minha Mãe, dirigindo também a mim as palavras: "Eis aí tua Mãe!" E a ti disse Ele: "Eis aí teu filho!" Que consolo para mim, receber-te por Mãe!

Por isso dirijo-me a ti em meu grande sofrimento. Bem conheces minha pesada cruz. Peço-te, confiante, que me ajudes, ó grande Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, pois nunca se ouviu dizer que tenhas abandonado algum filho teu que buscou refúgio em ti. Tu mesma sentiste o peso e a aflição da vida! Estiveste ao pé da cruz, como a Mãe das Dores. E será que agora não vais atender o meu pedido, quando te confio, suplicante, o meu sofrimento? Não, jamais!

Tu és a Saúde dos Enfermos, a Consoladora dos Aflitos, o Auxílio dos Cristãos. Inspira-me, porém, a confiança especial o fato de seres chamada "Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável". Este honroso título expressa que sempre e em toda a parte és admirável.

Intercede, pois, junto ao teu querido Filho, para que me atenda. E, eternamente, quero cantar o teu Magnificat, bendizendo as misericórdias do Senhor. Amém.

3o DIA - O ESPÍRITO SANTO LOUVA MARIA, ATRAVÉS DE ISABEL

"Bem-aventurada és tu que acreditaste..." (Lc 1, 45)


No primeiro dia de tua novena, entendeste teu sofrimento como mensagem do Pai. No segundo, lutaste por inclinar-te filialmente à vontade paternal de Deus. Com Maria, a bem- aventurada Mãe de Jesus, pronunciaste o teu "sim", na confiança cega de que a vontade do Pai somente prevê o melhor para ti, mesmo se te envia amargos sofrimentos. Hoje, vivenciamos o encontro agraciado de Maria com Isabel. Admiramo-nos das palavras que o Espírito Santo pronunciou através de Isabel: "De onde me vem esta honra de vir a mim a Mãe de meu Senhor?... Bem-aventurada és tu que acreditaste..." (Lc 1, 43-45)

Em que Maria creu? Ela acreditou na onipotência de Deus e não duvidou que, para realizar seu plano, Ele também podia contrariar as leis da natureza. Realmente, nela se realizaram coisas grandes e incompreensíveis. Maria pôde trazer o Filho de Deus sob o coração e tornar-se mãe sem perder a virgindade. Sim, "bem-aventurada és tu que acreditaste..."

Estas palavras do Espírito Santo, pronunciadas por Isabel, valem também para ti, se fores capaz de crer como Maria acreditou. O bom Deus é onipotente e está sempre pronto a ajudar-te pela intercessão de Maria, se o que pedes for útil à tua eterna salvação. Então, mesmo que tenha de acontecer um milagre, Ele o fará. Não brilha para ti esta verdade, como uma clara estrela de esperança?

Maria é tua Mãe! Que felicitadora realidade! Seu mais belo direito de mãe é alcançar de Deus todas as graças de que necessitas. "Maria ajudou", é a palavra que, amiúde, encontramos gravada nos Santuários, nos lugares de graças de Nossa senhora Saúde dos Enfermos, Consoladora dos Aflitos, Auxílio dos Cristãos. Não estão dando esses lugares de graças da querida Mãe de Deus eloqüente testemunho de sua fidelidade maternal? Não são eles monumentos do teu poder? Maria pode implorar milagres; Ela quer implorar milagres e também implorará milagres... Incontáveis milagres já se realizaram por sua intercessão.

O próprio Cristo nos estimula a termos fé na ajuda admirável de Deus: "Tende fé em Deus"; diz Ele. "- Em verdade, vos declaro: todo o que disser a este monte: levanta-te e lança-te ao mar - se ele não duvidar em seu coração, mas acreditar que isto sucederá, ele obterá o milagre. Por isso, vos digo: Tudo o que pedirdes na oração, crede que o haveis de conseguir e que o obtereis" (Mc 11, 22-24)

Feliz és tu se crês que, pela intercessão de Maria, Deus te atende em tuas preocupações, quando for para o teu maior bem; ou que te concede a força de carregar tua cruz com paciência e amor, se não procurares desfazer-te dela...

ORAÇÃO

"Confio em teu poder, em tua bondade; em ti confio com filialidade. Confio, cego, em toda a situação, Mãe, no teu Filho e em tua proteção."

APLICAÇÃO

Durante todo este dia, procura exercitar-te numa confiança filial no poder e bondade da Mãe de Deus.


Faça tuas orações pessoais e entrega todo seu sofrimento, tua dor, tuas causas à Mãe e Ela intercederá por ti junto ao Pai.

Creia!


Amém!


Fernanda Rocha.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

2° Dia - Novena da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt


Estamos no Segundo Dia da nossa Novena Abençoada!
Perseveremos com muita fé nessa Santa Devoção!

Certamente trazes preocupações em teu coração, por isto queres dirigir-te à Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, numa confiante súplica, através desta novena. O que dela esperas tu o sabes, mas o que deves fazer dir-te-ão as páginas seguintes. Esta novena não é apenas uma oração a ser pronunciada pelos lábios; mas a vida há de concretizar as palavras rezadas. Maria, por assim dizer, te toma pela mão e coloca ante teus olhos a sua vida, para que procedas segundo o seu exemplo. Experimenta fazê-lo com toda a confiança. A Mãe Três Vezes Admirável te atenderá em teus pedidos.


ORAÇÃO PREPARATÓRIA PARA CADA DIA

Querida Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt! Com ilimitada confiança, me aproximo de ti, para receber o teu auxílio em minha grande aflição; pois teu Divino Filho, na cruz, me deu a ti como minha Mãe, dirigindo também a mim as palavras: "Eis aí tua Mãe!" E a ti disse Ele: "Eis aí teu filho!" Que consolo para mim, receber-te por Mãe!

Por isso dirijo-me a ti em meu grande sofrimento. Bem conheces minha pesada cruz. Peço-te, confiante, que me ajudes, ó grande Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, pois nunca se ouviu dizer que tenhas abandonado algum filho teu que buscou refúgio em ti. Tu mesma sentiste o peso e a aflição da vida! Estiveste ao pé da cruz, como a Mãe das Dores. E será que agora não vais atender o meu pedido, quando te confio, suplicante, o meu sofrimento? Não, jamais!

Tu és a Saúde dos Enfermos, a Consoladora dos Aflitos, o Auxílio dos Cristãos. Inspira-me, porém, a confiança especial o fato de seres chamada "Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável". Este honroso título expressa que sempre e em toda a parte és admirável.


Intercede, pois, junto ao teu querido Filho, para que me atenda. E, eternamente, quero cantar o teu Magnificat, bendizendo as misericórdias do Senhor. Amém.


 2o DIA - RESPOSTA DE MARIA À MENSAGEM DO ANJO
 
"Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra" (Lc 1, 38).


Terá sido fácil esta resposta para Maria? Será que Ela a pronunciou espontaneamente, de maneira superficial e irrefletida, como nós o fazemos frequentemente ao rezar "O Anjo do Senhor"? Maria surpreendeu-se com o que estava acontecendo; admirou-se ao ver o anjo; assustou-se, certamente, com o inaudito que dela Deus esperava, pois queria ser somente a serva e não a Mãe do Salvador.

Tudo lhe aconteceu de maneira tão imprevista. Seus planos foram destruídos - queria permanecer virgem - e parece que agora devia alterá-los. Ela não tinha muito tempo para refletir; precisava decidir-se logo. Não tinha oportunidade de dormir uma noite e, na manhã seguinte, ponderar novamente. O anjo estava diante dela e aguardava resposta - uma resposta bastante decisiva para a salvação do mundo.

E Maria não hesitou nenhum instante; não se envolveu em falsa humildade, dizendo: não sou capaz para isso! Não discutiu com o anjo, como Moisés com o Senhor, quando lhe ordenara que se apresentasse diante do Faraó e realizasse coisas extraordinárias, para que ele deixasse partir o povo de Israel. Em, por fim, lhe disse Moisés: "Minha língua é pesada; Aarão deve falar em meu lugar ." A simples donzela de Nazaré agiu de modo bem diverso. Tendo clareza da vontade de Deus, respondeu com simplicidade e confiança filial: "Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra." (Lc 1, 38)


E qual a tua resposta ao sofrimento? Que dizes tu à mensagem do Pai? Certamente te perguntas: mas pode-se dizer "sim" à injustiça, à difamação? Pode-se consentir em desprezo e infidelidade? Pode-se dizer "sim", quando se perde bens e haveres, quando a aflição ultrapassa as próprias forças? Pode o homem consentir no sofrimento que a morte lhe causa, tirando do seu meio o ente mais querido? Quando doenças o atormentam e a existência vacila sob seus pés? Pode alguém dizer "sim", quando não consegue dominar suas paixões, embora empregue esforço constante para isso?

Reflete: teu sofrimento - seja qual for - é permitido pela bondade paternal de Deus e seu olhar repousa com grande desvelo sobre ti. Ele quer somente o teu bem; quer atrair-te a si. Procura crer firmemente nisso. Ainda que te deixe alguma fraqueza moral, humilhante, Ele o faz, tendo em vista o teu bem. Deves apenas confessar sinceramente tua miséria e, muitas vezes, pela oração, elevar-te a Ele e à tua Mãe Celestial. Oferece-lhes tua boa vontade e, hoje, tenta dizer um "sim" resignado à vontade de Deus, à cruz que tanto te oprime. "Deus é Pai, Deus é bom e bom é tudo o que Ele faz." Diante de tudo o que te é incompreensível, com Maria, dize também tu: "Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra" (Lc 1, 38).


ORAÇÃO

Querida Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, pequena serva de Nazaré! Implora-me a graça de, em meu sofrimento, dizer um singelo "sim", humilde e conformado à vontade de Deus. Ensina-me a inclinar-me ante seu plano, lembrando-me da palavra: "Quem confia em Deus, constrói sobre um solo firme e quem nele se apóia jamais perece." Amém.

APLICAÇÃO

Tenta dizer, hoje, um "sim" pronto e disposto a todos os acontecimentos e imprevistos que vierem a te surpreendem.


Faça tuas orações pessoais e entrega todo seu sofrimento, tua dor, tuas causas à Mãe e Ela intercederá por ti junto ao Pai.
Creia!


Amém!

Fernanda Rocha.