quinta-feira, 2 de julho de 2009

Tristes ou alegres, oremos!



Compreenda: você não luta contra seu marido que entrou para a bebedeira; nem contra sua mulher que caiu na infidelidade ou contra seu filho que entrou para as drogas. Você não está apenas lutando contra forças humanas; contra as estruturas injustas da sociedade, o desemprego e injustiças sociais. Além de tudo isso estamos lutando contra forças espirituais do mal. São espíritos malignos que querem acabar conosco, levando-nos ao mal.
Um grande segredo é compreendermos também que, na verdade, não somos nós que lutamos contra os espíritos malignos, nem temos forças para enfrentá-los. Seríamos tolos se quiséssemos enfrentá-los com as nossas próprias forças. Quem luta são os anjos do Senhor. Quem os sustenta na batalha, somos nós com nossas orações. Anjos bons lutam por nossa causa, para nos defender.
É disso que São Paulo nos fala: ''Há uma luta espiritual nos ares, nesse mundo de trevas''. E como daremos a vitória aos anjos que lutam por nós?
A resposta está no mesmo capítulo do livro de Efésios, de acordo com a tradução da Bíblia Ave Maria: ''Intensificai as vossas invocações e súplicas. Orai em toda circunstância, pelo Espírito, no qual perseverai em intensa vigília de súplica por todos os cristãos'' (Efésios 6,18).
Aí esta a solução: ''Intensificai as vossas invocações e súplicas. Orai em toda circunstância''.
Isso quer dizer que: se você está alegre, ore; se está triste, ore; com dívidas, chateado por causa de seu filho, com o coração quebrado por causa do seu marido, sofrendo por causa do desemprego, machucado por causa de alguém que o ofendeu... ore! Em todas as circunstâncias, ore.
''E perseverai em intensa vigília de súplica por todos". Não perca tempo!
Além de participar da Santa Missa, procure fazer adoração, vigílias e estar sempre na presença de Jesus Eucarístico. Talvez você não esteja mais aguentando os problemas, o seu sofrimento, aqueles que trabalham com você... E se você não está suportando é porque está carente deste Alimento Espiritual.
Não dá para curar sem crescer. Nós crescemos pela própria Carne de Cristo. Este Alimento Divino, que nos restaura e fortalece, é gratuito. A Santa Missa, a Comunhão, a Adoração ao Santíssimo, a Palavra de Deus e o Rosário são as "proteínas celestiais" de que precisamos para crescer.
"Desde a época de João Batista até o presente, o Reino dos céus é arrebatado à força e são os violentos que o conquistam" (Mateus 11, 12).


Palavras do Monsenhor Jonas Abib


Amém!



Fernanda Rocha

Nenhum comentário: